Começando a utilizar o versionamento GIT


Para começar a utilizar o controlador de versões GIT você vai precisar baixar o core de acordo com o seu sistema operacional (Mac, Linux, windows) no site oficial do GIT.

Na distribuição Ubuntu do linux instale com o comando:

sudo apt-get install git

No Linux e no Mac você utilizará o git no próprio terminal. Já no windows o git instalará um terminal próprio do git onde os comando serão digitados.

Depois de instalado o primeiro passo é configurar seu nome e e-mail:

git config --global user.name 'Seu Nome'
git config --global user.email 'seu@email.com.br'

A seguir crie um diretório destinado ao armazenamento dos arquivos do projeto que você deseja versionar. Após criar entre terminal e inicie o projeto com o comando:

git init

Após esse passo seu projeto já estará pronto para produção. De acordo com os novos arquivos serão criados e alterados será necessário commitar suas alterações. Antes de commitar você precisa marcar quais arquivos estarão no commit (conjunto de alterações de arquivos) através do comando:

git add index.php

E depois logo após:

git commit -m "Meu primeiro commit"

A mensagem é muito importante para controlar localizar as versões das suas atualizações.

Caso queira adicionar ao commit todos arquivos criados/deletados/alterados utilize o comando:

git add .

Após o executar git add “arquivos que irão para o próximo commit”, você pode ver quais alterações foram realizadas desde o último commit, usando:

git diff --cached

Listar commits realizados:

git log

Mostrar os arquivos alterados desde o último commit:

git status

Mostrar as alterações realizadas no último commit:

git show

Um recurso interessante é o uso de Branchs que de grosso modo são várias copias do projeto com arquivos diferentes.
A branch padrão é sempre a master e você pode criar outra com o comando:

git branch teste

Após a criação troque de branch:

git checkout teste

Dessa forma você terá uma copia do projeto em um “local” diferente e pode aplicar as alterações que bem entender sem modificar a branch master.

Comando para listar branchs:

git branch

Você também pode dar um merge da branch teste na master:

git checkout master
git merge teste

Caso o processo de merge não entender as combinações de código gerará um conflito. O(s) arquivo(s) conflitantes são alterados com o codigo antigo e o novo e você deve corrigir e executar um novo commit.

Exemplo de arquivo com conflito:

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> HEAD:index.html
<div id="footer">contato : email.support@git.com</div>
=======
<div id="footer">
  por favor nos contate em support@git.com
</div>
<<<<<<<<<<<<<<<<<<<< master:index.php

No próximo post, explicarei como trabalhar com repositórios online.

1 Trackback / Pingback

  1. Trabalhando com repositórios GIT online/remoto | Coisas Úteis

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*